sábado, 29 de agosto de 2009

Espera

Procuro calma pra contar nos dedos quanto tempo falta;
Procuro um abraço pra me aquecer;
Um beijo pra me dar sabor;
Você pra me salvar..
Nuvens são feitas pra se adimirar.

Eu me sinto assim
Tudo azul em um céu desbotado
E eu sei que você vai chegar
Procuro abrigo pra esconder meu coração.
Como faço pra dizer que não?

Uma total ausência de som;
Quase uma ausência de ar;
Somente o meu coração pulsando
E eu esperando a ansiedade passar.

Mas agora acho que tanto faz
se você vai chegar agora ou nunca mais.
Você já foi tudo o que eu quis
Mas ainda é o mínimo que preciso.

Um comentário:

Gabriela Castro disse...

Eu também vivo nessa espera. Um dia o amor nos encontra.
;*