sexta-feira, 17 de julho de 2009

A última carta


Muitas vezes as pessoas dizem "eu te amo" sem querer dizer nada, dizem em qualquer momento ou só porque ouviram. Eu não tenho mais pra quem dizer, pois você foi embora.
Queria poder te trazer de volta, mas sei que os que vão não podem mais voltar.
Tudo o que me resta é ficar aqui, esperar o dia em que eu também possa ir e finalmente te reencontrar.
Mas é difícil ficar só, sem o teu beijo, sem a tua pele, sem o teu amor..
Sinto falta do que sentia e das forças que existiam em mim. Hoje me sinto carente e sozinho.
Queria que tudo mudasse, que perto de mim você ficasse, que me desse carinho, segurança e amor.
Tu nem imaginas a falta que teus beijos me fazem. As noites sem você ficaram frias, a saudade tomou conta dos meus dias e agora já nem sei quem sou.
A casa ficou tão grande.. na televisão os mesmos programas e no espelho só vejo o teu rosto.
Lá fora não sei se é dia ou noite, se há sol ou chuva.. há dias não vou trabalhar, não recolho o jornal nem as correspondências.
Se eu pudesse, anularia aquele dia.
Às vezes me culpo, outras me revolto e, por instantes deixo de acreditar em Deus. Acho que ele se esqueceu de mim.. me tirou a única pessoa capaz de me fazer feliz.
Sabe que dia é hoje?
É o nosso aniversário.
Vou te levar flores.

Um comentário:

Talita disse...

Tobias esse texto seu é lindo demais. você conseguiu passar nele o sentimento muitas vezes dificil de se descrever.